Dicas para uma gestão eficiente de pneus

A gestão de pneus é feita com o acompanhamento e o controle do uso dos pneus na frota de veículos, monitorando o rendimento e a durabilidade.

Cuidando dos pneus

Para realizar a gestão, você deve controlar gastos com combustível, pneus, reposição das peças e manutenção a fim de conseguir ter  menores custos e mais lucros ao realizar seu serviço. 

Com um plano de acompanhamento dos pneus, além de os custos serem reduzidos, os caminhões andarão nas estradas com mais segurança.



Tipos de pneus

Pneu diagonal

Hoje em dia, este modelo é  pouco utilizado.

Ele é fabricado com lonas de nylon e um par de fios de aço (talões) e, geralmente, conta com cintas amortecedoras de nylon também.

Pneu diagonal cintado

Tem uma carcaça de lonas de nylon e cintas com cabos de aço que dão  firmeza à área da banda de rodagem e maior resistência a possíveis danos, como cortes e impactos.


Pneu radial

Hoje em dia, é o tipo de pneu mais usado, tanto em automóveis de  passeio como de transporte.

 Ele tem cintas de aço que deixam a carcaça mais firme, o que dá mais estabilidade às manobras e faz com que os costados sejam flexionados de maneira certa.

 Além disso, tem uma maleabilidade maior, o que aumenta a vida útil e gera mais aderência ao piso, mais maciez e menos atrito no caminho.





Escolha dos pneus

Na hora de escolher o pneu, você tem que saber qual é o uso ideal de cada um, não é mesmo?


Conhecer cada tipo de pneu faz a diferença.


A escolha certa do pneu ajuda na economia do combustível e reduz desgastes, diminui a frequência de troca e oferece segurança no transporte.


As fábricas de pneus têm uma diversidade de tamanhos, construções e tipos de desenhos, e os fabricantes são os profissionais  adequados para aconselhar qual o melhor estilo para o seu veículo.

Você sabia que os melhores resultados na montagem ocorrem quando existem conjuntos completos de pneus radiais ou diagonais?

Existem algumas precauções para evitar problemas nas montagens mistas.  Veja quais são:

  1. Nunca monte pneus de construções diferentes no mesmo eixo;
  2. Não monte pneus de construções diferentes em veículos motores com dois eixos de tração.



Critérios para descarte e reforma de pneus

 Repor pneus é algo que dói no bolso. Por isso, é importante você ter as informações corretas para saber o momento certo de comprar ou reformar.

Os pneus são feitos para durar por um certo tempo, por mais que, às vezes, os cuidados com a manutenção e o uso possam aumentar a duração do pneu, chega o momento em que ele precisa ser  descartado, pois não há mais nenhuma chance, mesmo após uma reforma, de voltar a ficar bom.

Existem algumas informações que você deve saber sobre os consertos e a reforma de pneus antes de seguir na estrada. Aproveite para ficar por dentro!


Quando você reforma pneus de caminhões, o pneu usado recebe

novas bandas de rodagem depois

de ter sua carcaça avaliada.


Não tenha receio, pois reformar pneus é uma opção econômica,

segura e ecologicamente correta.

Geralmente, o pneu pode  ser reformado uma vez, mas  isso depende de seu estado de

conservação.


Por isso, deve ser avaliado com muito cuidado pelo reformador para  diagnosticar se a reforma é viável ou não.

Os aros ou as rodas do caminhão nu​nca devem ser consertados ou reformados.


Compartilhar esta publicação
Nossos blogs
Arquivar